RETAIL TREND RESEARCH

A REVOLUÇÃO DO VAREJO

Retail Trend Report

CONTACT US

Antes de preencher o cadastro, por favor, leia o Aviso de Privacidade, nos termos do art. 13 do Regulamento da UE n.º 679/2016

Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida

Privacy


Declaro que li a Política de Privacidade e autorizo o processamento de meus dados pessoais para fins de marketing pela Reply SpA, em particular para o envio de comunicações promocionais e comerciais ou para o informar sobre eventos corporativos ou webinars, com métodos de contato automatizados (ex.: SMS, MMS, fax, e-mail e aplicativos web) e tradicionais (Ex.: telefonemas com operadora e correio tradicional).

O QUE DEVEMOS ESPERAR?

A SONAR Trend Platform da Reply oferece uma visão geral, bem como o mapeamento das tendências relevantes relacionadas à Tecnologia no Varejo, com base nos artigos presentes na mídia especializada, mídia de massa, registros e publicações científicas. Confira a pesquisa da Reply sobre as Tendências no Varejo!

O SETOR VAREJISTA EM TRANSFORMAÇÃO

Uma das principais características dentre as tendências do mercado varejista é a transformação das propagandas exageradas em uma publicidade mais madura. Além disso, os varejistas também passaram a usar novas tecnologias de forma mais clara e alinhada aos seus objetivos de negócio. As tecnologias que antes eram utilizadas apenas em marketing ou testes estão cada vez mais sendo usadas para criar um valor comercial real.

As principais mudanças sofridas pelo setor varejista podem ser resumidas da seguinte forma:


the changing retail sector the changing retail sector

O QUE É TENDÊNCIA NO MERCADO DE VAREJO?

Confira na imagem um overview das principais tendências relacionadas ao setor varejista, com base em artigos presentes na mídia especializada e de massa, em registros e publicações científicas.


infografica infografica

A seta presente na ilustração acima mostra uma típica criação de tendência e o ciclo de vida de uma pequena tendência em ascenção (que vem sendo discutida em poucos artigos científicos e publicações) e de uma tendência grande e estabelecida com crescimento estagnado, que tem sido discutida em vários meios de comunicação e passou de tema abordado em mídia segmentada para conhecimento público.


FOCO PRINCIPAL

A evolução das principais tendências de varejo tem ocorrido em torno da realidade virtual e aumentada (V-Commerce), do uso de dados, machine learning e advanced analytics (Data-driven Enterprise), assim como do uso crescente de assistentes de voz, chatbots e outras interfaces digitais para atração de clientes (Human-centered Interfaces). Dentre as tendências relevantes está o desenvolvimento dos varejistas chineses e empresas de tecnologia, que se tornaram influenciadores na indústria e pioneiros em execução. Empresas, como Alibaba, Tencent e JD mostram que a distinção entre o varejo físico e digital é coisa do passado.

V-COMMERCE

V-</br>COMMERCE

V-COMMERCE: A TECNOLOGIA ENCONTRA O VAREJO

As compras feitas com o uso da realidade virtual garantem ao consumidor a conveniência da compra online, misturada à experiência de “estar” em uma loja, fazendo com que ele experimente a loja, os produtos e serviços de uma forma totalmente nova. Com o auxilio de aplicativos VR ou AR, os clientes poderão experimentar e testar produtos – em casa ou na loja – de forma mais fácil, personalizada ou “gamificada”. Segundo Stewart Rogers, autor e analista na VentureBeat, a realidade virtual terá um papel mais secundário e os apps de realidade aumentada continuarão na linha de frente. Rogers afirma ainda que "os revendedores que não explorarem e investirem em AR nos próximos seis meses perderão sua posição no mercado".


Até 2020, 3% da receita de
e-Commerce será gerada pelas experiências de AR – totalizando $122 bilhões em receita em todo o mundo.
ABI Research

infografica vr1
infografica vr2

DATA-DRIVEN ENTERPRISE

DATA-DRIVEN ENTERPRISE

DATA-DRIVEN ENTERPRISE: A ARTE DE CRIAR VALOR À PARTIR DE DADOS

O crescimento exponencial de dados está forçando as empresas a encontrar maneiras rápidas e eficientes de processá-los e analisá-los. Ao transformar dados relevantes em insights, as empresas poderão criar soluções customizadas para seus processos internos e para seus clientes. Ter estratégias baseadas em dados, por meio de advanced business analytics, inteligência operacional e machine learning é crucial para as empresas preservarem e alavancarem a sua posição no mercado. Hoje, os maiores players do Mercado são: Nvidia, Google e Sentient. Mas logo atrás deles estão: Cambricon, Cerebras e ByteDance.


Os principais investimentos nesse setor foram feitos pela Salesforce. A empresa adquiriu a startup de AI Datorama por cerca de $800 milhões. Nvidia investiu $42.5 milhões na ABEJA, uma empresa que desenvolve soluções corporativas para varejistas, usando AI e deep learning.

infografica data1
infografica data2

HUMAN-CENTERED INTERFACES

HUMAN-CENTERED INTERFACES

HUMAN-CENTERED INTERFACES: ELIMINE AS BARREIRAS DENTRO DA EXPERIÊNCIA DO CLIENTE

O smartphone já nos permite levar o mundo digital para todos os lugares, fazendo com que sejam necessários apenas alguns toques na tela para entrarmos em outra realidade. Hoje, as interfaces “human-centered”, como assistentes digitais por voz e gestos, estão removendo essa última barreira e nos levando para uma era de comunicação natural entre humanos e máquinas. No varejo, essa transformação irá suavizar significativamente os obstáculos presentes na experiência do cliente, além de acelerar a comunicação e o acesso à informação, e permitir relações mais íntimas e emocionais com o cliente.


Mais de 5 Bilhões de dispositivos para consumo com auxilio de Assistentes Digitais estarão em uso em 2018 – Mais de 3 Bilhões serão somados a este valor até 2021.
IHS Markit 2018

1 em cada 5 consumidores fez uma compra por voz, através de um assistente doméstico e um terço destes planeja fazer no próximo ano.
Walker Sands’ 2017 Future of
Retail Report

infografica hci1
infografica hci2

CHINA COMMERCE

CHINA</br> COMMERCE

CHINA COMMERCE: ÁSIA SABE O NOSSO FUTURO

A era do “Novo Varejo” imaginada pelo fundador do Alibaba, Jack Ma, é a simples fusão do PDV offline, das tecnologias digitais e de logísticas avançadas para a construção de um universo varejista novo e dinâmico, suportado pelo pagamento móvel online. As plataformas de e-commerce da China estão evoluindo para uma nova ordem mundial de varejo, na qual a sua principal moeda é a informação/dados. Entre as tendências em expansão no varejo chinês estão os novos métodos de pagamento. As lojas e serviços chineses estão cada vez mais centrados em aplicativos de pagamento móvel, como WeChat Pay e Alipay.


A Alibaba investiu $2.9 bilhões no Sun Art Retail em 2017, que cuida da operação de diversas redes famosas de supermercado.

O Google investiu $550 milhões no segundo maior player de e-commerce da China, JD.com, com intuito de desenvolver a melhor infraestrutura de varejo para diversos mercados.

infografica china1
infografica china2

REPLY E O VAREJO

O cenário do setor de varejo será completamente diferente amanhã. Trabalhando junto à Reply, você sempre terá acesso às tendências e principais tecnologias presentes no setor varejista. Saiba mais sobre o que a Reply tem para oferecer!

SONAR

A SONAR é uma ferramenta Data-as-a-Service (DaaS) inovadora, para prospecção quantitativa. Ela reconhece, compara e analisa as tendências existentes e identifica novos desenvolvimentos em tempo real.

SAIBA MAIS SOBRE A SONAR