Case Study

Viagem a código baixo

Velocidade, implementação rápida, manutenção simples, segurança e escalabilidade: estes são os principais recursos da solução de baixo código que implementámos numa instituição bancária italiana.

#low-code
#Banking
#ApplicationDev

CENÁRIO

Um ecossistema de aplicações não estruturado

Um grande interveniente no cenário bancário italiano precisava de enfrentar o desafio de um ecossistema de aplicações mal otimizado que recebia solicitações vindas de diferentes escritórios comerciais, e com abordagens ao longo do tempo de forma não estruturada e demorada. Tal resultava num número redundante de aplicações temporárias, tecnologicamente heterogéneas e com várias ameaças associadas: altos riscos operacionais, tecnologias fragmentadas não alinhadas com os padrões atuais, baixa gestão de TI, proliferação de dados e incontáveis operações manuais.

O DESAFIO

Organizar dados heterogéneos de diferentes equipas e sistemas de TI

como o fizemos

Nosso roteiro de implementação

Trabalhámos com o cliente durante dois meses para definir o status quo, entender pontos críticos e destacar pontos de atenção. A Ki Reply aceitou o desafio com dois objetivos principais em mente:

Picture

A padronização dos processos de entrada e acesso aos dados

Picture

O desenvolvimento de uma plataforma de baixo código fácil de integrar com sistemas de terceiros.

Como a instituição bancária possuía mais de 70 aplicações de diferentes naturezas e formatos, tornou-se necessário planear um roteiro de implementação, agrupando as diversas Apps por relevância e similaridade, de forma a otimizar o compartilhamento e a reutilização. Então, precisávamos de considerar onde e como armazenar dados e aplicações. Dado o contexto altamente complexo, decidimos que uma solução na nuvem seria a ideal já que garantia a máxima centralização, segurança e escalabilidade.

A SOLUÇÃO

Remodelar o portfólio de aplicações existente adotando uma abordagem de baixo código

Com o nosso apoio, a instituição bancária italiana escolheu a plataforma low-code OutSystems para resolver o problema, pois garantia segurança, implementação rápida, colaboração multidisciplinar e centralização da equipa. Esta solução permitiu a criação de aplicações amplamente personalizáveis, mantendo uma estrutura centralizada e a máxima segurança de dados, assim como a sua gestão.

A OutSystems ofereceu componentes prontos a utilizar para uma rápida conceção e implementação de elementos front-end e back-end e uma forma fácil de integração com sistemas de terceiros. Também incentivou e orientou o programador a utilizar as práticas recomendadas, incluindo a criação de aplicações a partir de módulos reutilizáveis.

OS RESULTADOS

Agilidade e velocidade de desenvolvimento

A solução permitiu uma total conformidade com os conceitos de arquitetura de negócios composta da Gartner para a máxima agilidade e velocidade de desenvolvimento:

40%

de redução do tempo de desenvolvimento

70+

aplicações padronizadas e agrupadas

2

semanas depois foi entregue o primeiro MVP

Os dados de todos as aplicações foram canalizados para um único hub de dados para otimizar o processamento e a extração, mantendo a gestão de dados alinhada e eliminando os fluxos redundantes identificados durante a nossa análise. A OutSystems oferecia uma integração totalmente na nuvem, o que permitiu que o banco italiano armazenasse e gerisse todos os dados e informações de forma fácil, segura e escalável. A flexibilidade da plataforma permitiu-nos criar módulos de integração para uma interconexão suave com sistemas de terceiros.

KI Reply

Picture

A Ki Reply é uma nova empresa dentro do Grupo Reply que nasce com a ambição de mudar o mundo do desenvolvimento de software e desafiar o status quo em relação ao modelo de desenvolvimento utilizado até o momento para construir produtos e serviços digitais para os nossos clientes.
Nascemos com este objetivo em mente, com o interesse de ajudar os nossos clientes a atender a procura agora sobredimensionada por novos processos e serviços digitais, desde aplicações B2C para envolvimento de prospetos a processos de integração para novos serviços, de portais de utilização autónoma a aplicações de suporte de vendas para a rede de agentes.
Para atingir este ambicioso objetivo, definimos o ciclo de vida do desenvolvimento de um software de próxima geração que permite ao programador concentrar-se em tarefas de valor agregado real, otimizar todas as fases do desenvolvimento de software, melhorar a comunicação de TI/Negócios com a criação da figura do desenvolvedor cidadão e, em última análise, levar à redução do tempo/custos do projeto.