Com a continuidade da pandemia da covid-19, quais serão os impactos em 2021?

Confira o relatório baseado em dados sobre as mudanças de humor do consumidor e saiba como as empresas devem se posicionar

Observações preliminares

A Reply utiliza dados e análises para obter insights sobre o desenvolvimento da pandemia do Coronavírus e como ela afeta a sociedade, os consumidores e as indústrias. Usando a ferramenta Quentin Search Data desenvolvida pela TD Reply, que agrega dados do Google Trends e do Google Ads, este relatório analisa como a COVID-19 impactou o contexto social e econômico nos países da UE em 2020.

Fale Conosco para mais informações

Este relatório não pretende, de forma alguma, desviar a atenção do fato de que o surto do Coronavírus é, sobretudo, uma tragédia humana que afeta milhares de pessoas.

Como a situação evolui rapidamente, vale ressaltar que esta página reflete os dados coletados até o dia 15 de janeiro de 2021.

Contate-nos

Antes de preencher o cadastro, por favor, leia o Aviso de Privacidade, nos termos do art. 13 do Regulamento da UE n.º 679/2016

Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida
Entrada inválida

Privacy


Declaro que li a Política de Privacidade e autorizo o processamento de meus dados pessoais para fins de marketing pela Reply SpA, em particular para o envio de comunicações promocionais e comerciais ou para o informar sobre eventos corporativos ou webinars, com métodos de contato automatizados (ex.: SMS, MMS, fax, e-mail e aplicativos web) e tradicionais (Ex.: telefonemas com operadora e correio tradicional).

Uma gangorra de mudanças de humor

A COVID-19 desencadeou mudanças e perturbações sem precedentes no contexto social e econômico da Europa e do mundo. Ao longo de 2020, as pessoas tiveram seu humor oscilando entre extremos (por exemplo, medo e otimismo ou ação e exaustão), como o movimento de uma gangorra. Os gatilhos são novos desenvolvimentos, como vacinas, inovações em conectividade digital, governo (em) ação e movimentos sociais. O fluxo entre a “normalidade” e a “nova normalidade” (entrando e saindo de quarentenas) deu um novo ritmo à vida que, provavelmente, permanecerá em 2021.

A estrutura da tensão do novo normal em 2021

Entender como o mercado consumidor reagiu à COVID-19 ao longo dessas tensões pode elucidar a nova normalidade em 2021.

Como os consumidores encontram o equilíbrio certo durante a quarentena?

Como os consumidores lidam com seus assuntos financeiros, enquanto a COVID-19 torna as previsões desafiadoras?

Como os consumidores redefinem a sua confiança em meio a uma crise global de saúde?

Onde os consumidores se estabelecem durante a rápida digitalização?

Os consumidores europeus estão tentando encontrar um equilíbrio entre produtividade e tempo livre

TENSÃO 1

Entrar e sair da quarentena está forçando os indivíduos a reavaliarem como gastam seu tempo livre. No início, os europeus mostraram resiliência, concentrando-se em novas atividades. À medida que as situações turbulentas perduravam, no entanto, sem limites claros entre o tempo livre e o trabalho, as pessoas ficavam exaustas e buscavam novas maneiras de manter o seu bem-estar.

Novas habilidades primeiro aumentaram e depois caíram

‘Cooking’ index annual variation

‘Online Education’ index annual variation

Cozinhar e educar foram as principais tendências dentre as atividades domésticas em 2020. As pessoas manterão o ritmo?

O estouro nas atividades físicas domésticas

Home fitness indexes overall annual variation

Em 2021, as pessoas ficarão inda mais interessadas no condicionamento físico. Todos nós queremos ser mais saudáveis.

A saúde mental tornou-se cada vez mais importante

‘Meditation’ index annual variation

‘Mental Health’ index annual variation

Ser capaz de se desligar da rotina diária se tornará regra em 2021.

Dados obtidos da Quentin, TD Reply’s Search Data tool, em 5 países (DE, ES, IT, FR e UK). De janeiro a dezembro de 2020 vs 2021.

Destaques com as descobertas específicas de cada país

Os consumidores em diferentes países são sensíveis a mensagens sobre seu saldo diário. Na Alemanha, a saúde mental provoca extraordinário interesse. No Reino Unido, os consumidores prestam atenção extra à meditação. Já o interesse italiano em atividades fitness está acima da média.

A forma como os consumidores europeus lidam com suas finanças varia de poupança para gasto

TENSÃO 2

Após a primeira fase da pandemia, os europeus aumentaram as doações e os gastos em decorações residenciais de curto prazo. Eventualmente, isso mudou para uma abordagem prática na gestão do dinheiro (fundos especulativos) e em gastos mais significativos com a reforma da casa.

Decorações mais simples se tornaram grandes melhorias na casa

‘Decorations’ index annual variation

‘Home Improvements’ index annual variation

As melhorias na casa podem chegar a um limite. Na próxima fase, os mercados imobiliários podem se beneficiar da necessidade de uma casa maior.

Quando a solidariedade foi alta, as doações atingiram o pico

‘Donations’ index annual variation

O bem-estar social foi o tema de 2020. Mas será que formas de desigualdade virão à tona quando apenas alguns segmentos receberem a vacina?

O investimento passivo mudou para o investimento ativo

‘ETFs’ index annual variation

‘Hedge Funds’ index annual variation

Os consumidores continuarão a prestar muita atenção às suas finanças em 2021.

Dados obtidos da Quentin, TD Reply’s Search Data tool, em 5 países (DE, ES, IT, FR e UK). De janeiro a dezembro de 2020 vs 2021.

Destaques com as descobertas específicas de cada país

Embora a tendência europeia geral seja de crescimento nas formas de investimento (por exemplo, ETFs e fundos especulativos), os consumidores do Reino Unido estão se movendo contra ela e não são suscetíveis a ofertas de fundos especulativos. As doações cresceram em todos os mercados, mas, principalmente os italianos, estavam e ainda estão muito abertos a gastar dinheiro para fins solidários.

A confiança dos europeus nas informações sobre a Covid-19 diminui à medida que as dúvidas continuam a se espalhar

TENSÃO 3

Quando a notícia da COVID-19 estourou na Europa, a realidade de que a vida normal seria interrompida veio como um choque extremo e muitos começaram a questionar a validade da situação. Com as notícias sobre a COVID-19 se tornando populares, a atenção para diferentes conspirações cresceu. A teoria da conspiração mais popular no início da crise era sobre a tecnologia 5G.

Teorias da conspiração sobre a Covid-19 aumentando durante todo o ano

A profusão de pontos de vista vai continuar dificultando que as marcas se comuniquem com clareza em 2021.

A atenção às Fake News sobre a COVID-19 caiu no verão

O interesse em COVID-19 como uma teoria da conspiração diminuiu em períodos mais próximos do "normal". A confiança será a chave em 2021.

O interesse sobre as notícias relacionadas à COVID-19 começou global e tornou-se local

2021 pode continuar a mostrar a tendência dos europeus colocando a Europa em primeiro lugar.

Dados obtidos da Quentin, TD Reply’s Search Data tool, em 5 países (DE, ES, IT, FR e UK). De janeiro a dezembro de 2020 vs 2021.

Destaques com as descobertas específicas de cada país

As pesquisas pelos termos ‘COVID-fake’ e ‘COVID conspiração, em seus respectivos idiomas locais, tiveram pico em diferentes países em momentos diferentes. Os alemães pareciam questionar a pandemia desde o início, enquanto a Itália e o Reino Unido atingiram seu pico de dúvidas sobre a COVID-19 no final do ano.

Apesar de se tornarem cada vez mais digitais, os consumidores europeus perderam conexões na vida real

TENSÃO 4

Quando tudo se digitalizou rapidamente, os consumidores europeus passaram a se perder na nuvem? Os consumidores foram forçados a digitalizar como nunca, trabalhando online, realizando casamentos via Zoom e fazendo compras online. Mas as conexões da vida real continuaram sendo uma necessidade forte. As pesquisas por termos que envolvem namoro e contato físico (ou seja, massagem) aumentaram de maneira geral ao longo da pandemia.

O entretenimento digital aumenta a cada quarentena

‘Online Parties’ index annual variation

‘Video Games’ index annual variation

O entretenimento digital veio para ficar. Mas o interesse consumidor pode estar mais relacionado a uma necessidade que uma demanda real.

Namoro e conexão física tornaram-se uma grande necessidade

‘Massage’ index annual variation

‘Dating’ index annual variation

Enquanto a digitalização expande, ela não substituirá a conexão humana em 2021.

As compras online aumentaram com as quarentenas

‘Online Food’ index annual variation

‘Online Alcohol’ index annual variation

Consumidores ainda estão ativamente à procura de novos meios para fazer compras online. Os negócios já preparados à novas necessidades digitais vencerão em 2021.

Dados obtidos da Quentin, TD Reply’s Search Data tool, em 5 países (DE, ES, IT, FR e UK). De janeiro a dezembro de 2020 vs 2021.

Destaques com as descobertas específicas de cada país

Os consumidores europeus em diferentes países preferem diversos serviços online. Em comparação com a média europeia, os eventos online (como festas online) são muito solicitados no Reino Unido. Os italianos estão muito interessados em comprar bebidas alcoólicas online. Já na Alemanha, o mercado de videogames está crescendo com menos entusiasmo do que no resto da Europa.

Se prepare para 2021

Comunicação consistente

Com a vacinação como um aspecto importante em 2021, os consumidores continuarão a questionar qualquer informação que receberem.

As empresas terão dificuldade em ganhar e manter a confiança dos clientes, assim como devem ser cuidadosas em como se comunicam com o exterior. Os objetivos e missões da marca devem ser consistentes e confiáveis.

Compras híbridas

É provável que as medidas de contenção da pandemia continuem até o final do ano. As pessoas continuarão fazendo compras online. Ao mesmo tempo, continuarão buscando conexões e desdobramentos do mundo real.

As empresas devem manter sua atenção nas lojas online e encontrar uma maneira de dar aos consumidores a vida real, bem como componentes humanos.

Financiamento flexível e individual

Os impactos econômicos serão diferentes em toda a Europa, mas, ao mesmo tempo, o dinheiro continuará sendo um campo de tensão. As pessoas continuarão a concentrar seus gastos em melhorias residenciais de longo prazo e em investimentos ativos.

As empresas podem se concentrar em modelos de financiamento que reflitam a necessidade de manter o controle sobre os fluxos pessoais de dinheiro.

Saúde mental e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

As medidas relacionadas às quarentenas, provavelmente, continuarão a mudar. Portanto, os consumidores tenderão a se concentrar ainda mais no equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, e a saúde mental.

As empresas terão que reconhecer essas necessidades, não apenas para os consumidores, mas também para suas próprias equipes. Abordar questões de saúde mental é uma grande oportunidade para ganhar a atenção do consumidor.