SUSTENTABILIDADE BASEADA EM DADOS


A conexão essencial entre tecnologia e sustentabilidade

Promover a agricultura sustentável, combatendo as mudanças climáticas e a degradação do solo, impedindo a perda da biodiversidade, acabando com a fome e garantindo a segurança alimentar, enquanto reduz a desigualdade social. Este é o desafio global no qual a agricultura contemporânea desempenha um papel crucial.

Nesse cenário, a inovação tecnológica tem se mostrado a aliada decisiva do setor, na produção e distribuição de produtos agrícolas e, mais ainda, de conhecimento. A agricultura contemporânea empresta a lógica da Indústria 4.0, combinando sinergicamente as tecnologias típicas da Agricultura Interconectada e Agricultura de Precisão, como a Internet das Coisas, a Internet da Agricultura, Big Data Analytics e Blockchain.

Graças a esta abordagem, a Agricultura Inteligente pode contribuir com melhorias significativas para o setor, com forte impacto econômico, ambiental e social. São exemplos o uso mais eficaz de produtos fitossanitários ou a redução do consumo de diesel, com vantagens em redução de custos, diminuição das emissões de CO2 na atmosfera e consequentes repercussões na reputação e retorno mercadológico para os produtores, tendo em vista a crescente sensibilidade dos consumidores a estas questões.

A sustentabilidade, portanto, depende fortemente da capacidade de fazer o melhor uso possível dos recursos disponíveis, bem como de otimizar processos e fluxos de informação, como o farm-to-fork. É nesta mesma perspectiva que a Reply posiciona sua abordagem de Agricultura 4.0 e o conceito de Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: www.prnewswire.com

A abordagem desenvolvida pela Reply

A fim de apoiar os operadores do setor agrícola na jornada de transição ecológica e digital, a Reply definiu três pilares para a Agricultura 4.0:

Meça

Soluções para o monitoramento e medição minuciosa das atividades agrícolas: dos processos de cultivo, ao impacto dos fatores climáticos e ambientais, para extrair o máximo de informação dos dados disponíveis e para criar valor.

Decida

Infraestrutura tecnológica baseada em dados que visa potencializar a capacidade analítica e a visão estratégica dos agentes do setor agrícola, realizando assim os processos de tomada de decisão e tornando-os cada vez mais completos, oportunos e atualizados.

Aja

Tecnologias que visam dar suporte operacional ao agricultor no campo, aproveitando ao máximo o conhecimento gerado nas etapas anteriores: da automação de processos à interligação de ferramentas.

Agricultura inteligente e precisa

Sensores de proximidade

Exatidão, precisão, robustez, vida longa, facilidade de instalação e parametrização. Eles ajudam a aumentar a eficiência e podem ser usados em uma rede baseada em IoT.

Drones / veículos aéreos não tripulados (UAVs)

Mapeamento de campo, aprimoramento de atividades preditivas, otimização da gestão de insumos agronômicos e apoio às atividades administrativas.

Tratores Inteligentes

Um verdadeiro hub de dados móveis, cada vez mais autônomo, conectado e eficiente, foi projetado para ajudar a otimizar o planejamento e a gestão dos processos agrícolas.

Satélites Artificiais

Facilidade de acesso e integração no setor agrícola, para ajudar a otimizar o uso e gestão de terras agrícolas e melhorar as capacidades de tomada de decisão e capacidade de previsão dos operadores.

Sistema de Apoio à Decisão

Plataforma para gerenciamento centralizado de grandes quantidades de dados (Big Data), através da visualização intuitiva dos dados e simulação de resultados.

REPLY USE CASE


Cultivo inteligente de lúpulo

Na Itália, o cultivo de lúpulo é um nicho de mercado associado a taxas de crescimento muito elevadas. Não surpreendentemente, um número crescente de produtores de cerveja nacionais está optando por confiar no Made in Italy e, sempre que possível, em matérias-primas de origem local.

A Reply e o Departamento de Ciências de Alimentos e Medicamentos (Professor Tommaso Ganino e Dra. Margherita Rodolfi) da Universidade de Parma iniciaram uma colaboração com o objetivo de criar um programa de pesquisa e transformação digital dedicado ao cultivo de lúpulo, de modo a ajudar os produtores a gerar valor através do uso de tecnologias digitais.

Em particular, a questão dos tratamentos assume um papel crucial para o agricultor, visto que, por um lado, se as terras agrícolas não forem devidamente defendidas, o risco de perder uma parte significativa das colheitas é bastante grave. De outro, o uso excessivo de produtos fitossanitários pode comprometer a qualidade e a sustentabilidade ambiental das lavouras.

Tais decisões requerem um monitoramento próximo de vários parâmetros, muitos dos quais não são fáceis de medir e não podem ser controlados pelos agricultores, como as condições ambientais da terra, fatores meteorológicos, o estado do solo e o crescimento da planta, dentre outros.

Estes parâmetros têm que ser monitorizados de perto e de forma contínua e é precisamente na gestão de tais complexidades que se concentra a colaboração entre a Reply e a Universidade de Parma.

A sinergia entre o know-how agronômico da Universidade e a expertise tecnológica e digital da Reply possibilitou definir um Plano de Desenvolvimento Digital 4.0 voltado para o cultivo do lúpulo. Partindo da análise das necessidades de tomada de decisão e dos dados atualmente disponíveis, o Plano prevê uma série de projetos de curto, médio e longo prazo, capazes de evoluir as práticas de gestão de campo com foco crescente na agricultura 4.0 e baseada em dados.

A colaboração está em andamento, com a primeira fase do Roadmap (referente a projetos de curto prazo) sendo concluída. O apoio da Reply não termina na criação de infraestruturas tecnológicas e soluções de software, inclui também a formação contínua de algoritmos avançados de forma a gerar insights de valor agregado, potenciando assim a capacidade de decisão dos principais decisores e direcionando-os para escolhas mais corretas e sustentáveis.

Baixe a brochura

Revolução agritech em andamento:
áreas de aplicação com alto potencial de desenvolvimento tecnológico

Uma abordagem tecnológica integrada é necessária para maximizar o impacto da digitalização e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo paradigma 4.0 em sua totalidade. Para identificar a solução mais adequada, é necessário considerar cuidadosamente as características específicas da cultura, o tamanho da área cultivada e os processos envolvidos.

Defesa

As tecnologias digitais possibilitam novas abordagens preventivas que permitem identificar prontamente os primeiros sintomas associados a uma patologia e agir imediatamente, apenas onde e quando necessário.

Irrigação

É possível entender melhor o comportamento do solo, detectar perda de homogeneidade e exposição ao estresse hídrico, otimizar o uso da água, irrigar apenas onde é realmente necessário e reduzir o desperdício.

Colheita

As tecnologias digitais fornecem suporte decisivo. Elas permitem que os agricultores monitorem os campos continuamente e identifiquem os prazos ideais para a colheita, com maior garantia de um produto de boa qualidade.

Predição

Saber o rendimento de uma área agrícola em produtividade e qualidade, com antecedência e no momento oportuno, dá aos agricultores maior capacidade de visão estratégica e facilita a gestão e organização das atividades.

Agricultura 4.0: outras histórias de sucesso