UM ACERVO SEM UM MUSEU

Garantir uma experiência digital o mais próxima possível da realidade é um desafio que muitos museus e organizações enfrentam no mundo da arte, ainda mais em momentos em que a visita física é impossível.

O objetivo que levou a Fundação De Fornaris a criar “O museu que não existe” , com o apoio da Infinity Reply, foi proporcionar aos entusiastas da arte em todo o mundo a oportunidade de descobrir e apreciar de perto as obras de arte de seu acervo, enquanto estão em casa.

Embora a Fundação possua um rico acervo de obras de arte, todas visíveis no novo site, ela não possui um museu físico ou digital no qual toda a coleção possa ser exibida permanentemente. Apenas algumas obras de arte estiveram em exibição na GAM - Galeria Cívica de Arte Moderna e Contemporânea de Torino, mas em uma base rotativa e por períodos limitados.

UM MUSEU VIRTUAL QUE PARECE REAL

Assim nasceu a ideia do “Il Museo che non c’è”, um museu virtual criado pela Infinity Reply com a ajuda de tecnologia de última geração, tendo em mente as experiências reais dos visitantes. Ao visitar virtualmente o museu, o usuário é guiado por um ambiente cuja arquitetura se assemelha muito à do GAM di Torino, na tentativa de manter um forte senso de continuidade com os espaços que abrigam fisicamente as obras.

Os visitantes podem se mover pelas salas do museu virtual e ficar na frente da obra de arte, como se estivessem no museu físico. Os hot-spots e as legendas interativas oferecem aos visitantes informações importantes sobre a obra exibida e, de acordo com a experiência real, é possível aproximar a obra de arte quase ao ponto de tocá-la, para desfrutar e apreciar todos os mínimos detalhes, como pinceladas e linhas. Isso graças à captura de imagem em alta definição da obra de arte.

A TECNOLOGIA POR TRÁS DA EXPERIÊNCIA

As esculturas, por outro lado, foram renderizadas em 3D para que os visitantes possam ter uma visão de 360 graus delas. A experiência pode ser ainda mais envolvente, graças a uma segunda versão criada para headsets e óculos de realidade virtual. Por fim, para apreciar uma série de esculturas de propriedade da Fundação que estão expostas nos jardins do museu, os usuários também podem desfrutar de uma visita fora da galeria de arte, contando com a mesma tecnologia do Street View.

Para o “Museu que não existe” a Infinity Reply criou um ambiente digital de computação gráfica (CGI) composto por 6 salas, nas quais o visitante pode se mover com total liberdade. As obras de arte (pinturas e esculturas) foram expostas nas várias salas digitais, obtidas graças às mais modernas técnicas de fotogrametria e digitalização a laser.


O aplicativo foi projetado para uso via web, usando navegadores e sistemas operacionais comuns, bem como por meio de dispositivos móveis, graças ao aplicativo dedicado “Museo Virtuale De Fornaris” (“Museu Virtual De Fornaris”), que pode ser baixado na Apple Store e no Google Play. Foi criado um sistema backend para a gestão dinâmica e multilíngue de todo o conteúdo do texto informativo. Uma infraestrutura baseada no Amazon Web Services (AWS) foi configurada para garantir a escalabilidade máxima das versões da web no caso de alto tráfego de usuários.

O museu virtual foi criado aproveitando o potencial oferecido pelo mecanismo de desenvolvimento Unity3D. O Unity3D é uma estrutura de desenvolvimento flexível e poderosa, projetada para criar experiências interativas baseadas em conteúdo digital 2D/3D. Graças a um motor de construção versátil, a ferramenta permite desenvolver uma experiência que pode ser disponibilizada em diferentes plataformas: web, dispositivos móveis (como smartphones e tablets) e óculos de realidade virtual. Como no caso de um set de filmagem, com o Unity3D é possível montar diferentes cenas, organizar câmeras e luzes, bem como todos os diversos objetos que compõem um cenário. Através do Unity3D também é possível gerenciar interações relacionadas à física, como a força da gravidade ou colisões entre objetos rígidos.

AS CAPACIDADES DE IMERSÃO DA EXPERIÊNCIA

In der für die Nutzung mit 3D-Brillen konzipierten Version findet sich der Benutzer im Inneren des digitalen Museums wieder und kann sich unter Nutzung der von der Technologie ermöglichten sechs Freiheitsgrade darin bewegen. Per Teleportation kann der Benutzer sich in der Nähe eines Kunstwerks positionieren und sich diesem dann durch physische Bewegungen nähern (durch Gehen oder Vorbeugen), genau wie in einem echten Museum.

In die Entwicklung dieser Version hat Infinity Reply seine gesamte Erfahrung mit der Konzeption von VR-Erlebnissen einfließen lassen. So wurden die Kameras optimal positioniert und das Benutzererlebnis so gestaltet, dass die möglichen Kamerabewegungen beim Benutzer kein Übelkeitsgefühl verursachen können.
  • strip-0

    A Fundação Guido e Ettore De Fornaris foi fundada em Turim em 1982 pelo testamento do patrono e colecionador Ettore De Fornaris. Desde então, tem desenvolvido numerosas iniciativas na cena artística: adquire obras dos séculos XIX e XX, e contemporâneas, organiza exposições do seu acervo e séries de encontros, publica catálogos, estudos e investigações. No panorama das fundações artísticas italianas, a Fundação De Fornaris representa um raro exemplo de instituição que trabalha em estreita colaboração com museus como o GAM - a Galeria Cívica de Arte Moderna e Contemporânea de Torino, com o propósito específico de expandir o acervo. A Fundação possui milhares de pinturas, esculturas, instalações, fotografias e coleções gráficas (desenhos, aquarelas, gravuras e projetos arquitetônicos) que, através de convênio com a Prefeitura de Torino, são mantidas no GAM.

  • A Infinity Reply é uma empresa de serviços profissionais especializada em soluções inovadoras de XR e faz parte do Grupo Reply. A Infinity Reply atua independentemente de tecnologias e indústrias e oferece aos seus clientes soluções XR específicas otimizadas para o caso de uso relevante e as condições de estrutura relevantes. O portfólio inclui consultoria, design e desenvolvimento, produção de conteúdo e implementação e suporte de soluções XR.

    strip-1