DASHBOARDS –
OS SISTEMAS DE NAVEGAÇÃO DA DIGITALIZAÇÃO

O universo do cliente

Como clientes – não importa a categoria do produto, seja moda, conveniência ou mesmo um móvel – estamos acostumados a receber ofertas digitais adaptadas às nossas necessidades. As informações que os vendedores nos passam, na maioria dos casos, são altamente personalizadas e adaptadas assim que algo muda de alguma forma nas nossas vidas. Para isso, nos bastidores, os algoritimos processam todos os dados e informações que recebem sobre nós e, por exemplo, se um algoritmo capta que você comprou um novo casaco, o ideal é que, em seguida, você receba opções de cachecóis ou chapéus.

O universo Corporativo

Esse universo deveria ser semelhante ao nosso dia a dia como consumidores na era digital. Contudo, para um líder corporativo no meio da transformação digital, ainda não é bem assim. Seus sistemas de controle, os quais ele toma como base para as suas tomadas estratégicas de decisão para a empresa, ainda seguem os paradigmas da era transacional: dados estruturados são agregados e fornecidos para uso em um formato padronizado.

Digitalização significa que dados estruturados e não estruturados são gerados. No entanto, os sistemas de controle tradicionais não comportam esse formato. Eles também não são adequados para a coleta de tais quantidades de dados, nem são capazes de analisar e preparar os dados para que a gerência possa tirar conclusões apropriadas para o seu negócio à partir deles: ao invés das informações necessárias em tempo real, eles só recebem dados padrão. Dessa forma, os tomadores de decisão ficam desprovidos de mecanismos de controle e ferramentas de monitoramento para guiar as suas empresas durante a transformação digital.

Acompanhando o ritmo acelerado das mudanças

Permanecer na era transacional pode ser fatal, especialmente no setor varejista. Os fornecedores de moda, por exemplo, trabalham muito próximo aos clientes finais. Algumas das principais características da indústria é ter um ritmo extremamente rápido e um tempo de resposta acelerado para as necessidades dos clientes, que são fatores decisivos perante à concorrência. Contudo, ainda faltam tecnologias na área de gestão corporativa, que traduzam essa natureza rápida e ágil para o mundo dos negócios.

No universo digital, os sistemas de controle exigem um alto grau de automação para o gerenciamento da empresa, permitindo que a diretoria da empresa foque totalmente em questões relevantes ao negócio e tenha transparência sobre a performance da organização. Para isso, as empresas precisam abrir as portas para a inserção de novas tecnologias, como data lakes, machine learning (ML) e inteligência artificial (IA), e as integre nos seus sistemas de controle. Assim, a empresa terá assistentes digitais analíticos que informam ativamente sobre mudanças ou irregularidades nos dados da companhia, por meio de dashboards de KPI personalizados. Com a ajuda de dados em tempo real, é possível reagir mais rapidamente a problemas e o suporte oferecido pelo ML e IA permite que os sistemas busquem respostas para perguntas específicas em bancos de dados ou compilem dossiês inteiros sobre um tópico e, em última instância, até identifiquem padrões que podem ser convertidos em recomendações de ações a serem tomadas.

Portanto, os assistentes digitais analíticos fornecem aos executivos uma visão baseada exclusivamente em dados relevantes. Onde, no passado, eram apresentadas análises padronizadas, que não estavam preparadas para mudanças estruturais, hoje, são utilizados algoritmos que podem detectar e avaliar mudanças e irregularidades nos dados em tempo real.

Assistente de dados inteligente e Chatbot

Um exemplo de como dashboards modernos podem servir como assistentes analíticos pessoais é a Pulse - uma solução da Reply que ajuda a liderança das empresas a tomar decisões melhores e mais embasadas. Uma avaliação de KPIs orientada por dados que estruture os modelos de KPIs permite a criação de um conjunto de dados adaptados a cada usuário. Todos os KPIs definidos são inseridos no dashboard da Pulse para obtenção de relatórios regulares e automáticos. Se houver alguma mudança quando o usuário não estiver presente, ele recebe um e-mail de notificação enviado automaticamente pelo Assistente de Dados Inteligente. Ao mesmo tempo, um chatbot acionado por texto garante que os tomadores de decisão sejam informados da maneira mais simples e amigável possível sobre mudanças relevantes nos dados.

O registro de dados em alta frequência requer rastreamento e medição automatizados de todos os pontos de dados relevantes, online e offline. O Dashboard Pulse simplifica a integração de fontes padrão de dados e de fontes personalizadas - incluindo Facebook, Twitter, Google Analytics, Google Search, Brandwatch, Sprinklr, sistemas internos de CRM ou dados de vendas pré-existentes. O usuário é, portanto, amplamente informado em todos os canais. O objetivo aqui não é apenas fornecer informação descritiva sobre acontecimentos atuais, mas também utilizar modelos estatísticos maduros para prever acontecimentos nos dados e/ou na preformance geral do negócio e, assim, fazer recomendações relevantes para realização de ações no estágio inicial do problema.

O Copiloto para a sua Digitalização

Um outro exemplo é a CoPilot da SAP, uma solução de chatbot e dashboard que chega bem perto de assistentes digitais, como Siri ou Alexa: da mesma forma que nós, enquanto clientes, fazemos nossas compras da semana via Alexa ou perguntamos para a Siri sobre nossos próximos compromissos, os tomadores de decisão de uma empresa podem se comunicacar com a CoPilot por voz. A ferramenta também busca simplificar a elaboração de KPIs e a sua comunicação que é, essencialmente, suportada de forma intuitiva via fala, além da inserção de texto padrão. Essa solução permite que sejam realizadas transações por meio das soluções da SAP, sem a necessidade de deixar o cenário ou conversa atuais. Além disso, não é preciso deixar uma conversa em andamento para compartilhar uma mensagem, capturas de tela ou outros elementos. Outro recurso do SAP CoPilot Skill Builder é a capacidade de criar habilidades adicionais e individuais para o assistente digital.


A digitalização está realmente acontecendo e avançando em todos os negócios. Muitas experiências estão sendo feitas e diversas iniciativas estão começando. Novos canais digitais para o consumidor estão sendo abertos. Empresas têm novos dados à sua disposição, cujos valores precisam ser desbloqueados - uma necessidade que não pode ser alcançada sem as ferramentas apropriadas.